Participação na peça Ash para a Exposição “A Mecânica do Livro no Espaço” de Leonardo MAthias e Ricardo Escudeiro.

Olá todos. Hoje vim contar como foi a concepção e elaboração da minha singela participação na exposição “A Mecânica do Livro no Espaço” do Leonardo MAthias e do Ricardo Escudeiro, duas pessoas sensacionais. Senta que lá vem a história 🍎

Tudo começou com um convite da minha mãe para ir visitar a exposição, no dia da sua montagem inicial, onde tiveram algumas demonstrações e montagens de peças que estavam sendo instaladas na Biblioteca Pública Municipal Alceu Amoroso Lima, uma biblioteca com o tema Poesia, mas que também é cheia de espaço, sempre com diversos eventos, teatro, música, dança, exposições, tudo para o povo usufruir do que de fato é dele! 

Alinhamento do Layout interno com Ricardo Escudeiro / Foto: Leonardo MAthias

Não era uma novidade para minha mãe que sempre tive um sonho de mudar a vida das pessoas, fazê-las pensar, contribuir para o bem estar das pessoas, juntar uma rede de pessoas que estejam no mesmo barco, ensinar e aprender com todos os que estejam nessa mesma vibe. Foi por isso que ela me convidou para vir a exposição, chegando por lá vimos as obras, a maioria delas eram interativas é aquilo tudo me fez pensar muito, como aquilo poderia ser um dia meu. Uma obra minha, exposta para quem quiser ver, em algum lugar onde as pessoas podem entrar e visitar, na hora que quiserem. 

Foto Leonardo MAthias
Montagem com a ajuda de Ricardo Escudeiro / Foto: Leonardo MAthias

Estávamos visitando as obras que estavam expostas, parei por um tempo pra conversar com o Léo. Essa é a hora mágica que vc percebe que está falando com um artista. Começamos a conversa onde eu falava como a vida de ceramista estava super complexa, das dificuldades da fornada, das temperaturas…. nessa hora não sei como o Léo viu arte nisso, nessa incerteza do que sai do forno. Se quebrou, se manchou o esmalte…. em meio aquele meu sofrimento o Léo viu arte. Dias depois entrou em contato comigo e me convidou pra participar da 2a fase a peça Ash, localizada no segundo andar da biblioteca. Fiquei super animada e pensando em mil coisas.

Marcamos então de nós  contrato no bar da editora Patuá e falar um pouco sobre minhas ideias. A escolhida na conversa: uma esfera interativa, iluminada! Ela seria um complemento a peça Ash, que fazia referencia a uma fogueira apagada.

Alinhamento das artes presentes no interior da esfera, com espelhos, frames de filmes com Ricardo Escudeiro / Foto: Leonardo MAthias

Corri então para a produção da peça, do tamanho, da queima biscoito, da iluminação interna. Leonardo e Ricardo ficaram responsáveis pela parte interna da esfera, na produção do conteúdo. Quando eu fiz a primeira queima da esfera, levamos pra a biblioteca para pensar em o que poderíamos fazer com ela, como deixar mais atrativo para as pessoas se interessassem em interagir com a peça. Foi assim que novamente nos separamos. Cada um separou seus deveres e o meu era esmaltar a esfera dentro e fora, verificar uma iluminação. 

Peça pronta já montada em seu pedestal de madeira. / Foto: Leonardo MAthias

Como a peça seria feita para estar em cima de uma fogueira apagada, tivemos a ideia de ascende-lá novamente. Um conteúdo inspirador, um novo começo entrando com os pé direito. Além da peça ser feita, todo o convívio, todos os encontros, todos as conversas foram inspiradoras. Daquelas que se anota para não se esquecer, sabe?

Nesse sábado produzimos a peça, montamos a fogueira, e foi um momento mágico pois colocar em pratica algo tão grande, tão idealizado, de forma tão divertida… foi demais.

Leitora interagindo com a peça. / Foto: Leonardo MAthias

A peça Ash está no 2° andar da Biblioteca Pública Municipal Alceu Amoroso Lima, localizada na Rua Henrique Shaumann, 777 em Pinheiros, São Paulo.
A entrada é gratuita e funciona de domingo a domingo. 

Espero que gostem!

Deixe uma resposta